País Política

Eleições autárquicas e regional adiadas sine die em São Tomé e Príncipe

Esta é a principal conclusão do conselho de estado convocado hoje pelo presidente Pinto da Costa.

O órgão de auscultação do chefe de estado aconselhou o mesmo a usar toda a sua magistratura de influência para conseguir o mais rápido possível os recursos necessários para a realização das eleições.

Após várias horas reunidos no  palácio do povo, na capital são-tomense o conselho de estado chegou a dura conclusão de que não existem condições nem técnicas nem financeiras para a realização das eleições autárquicas, bem como a regional em julho como está previsto pela lei.

João Carlos Silva que falou em nome do conselho, disse que “todos por unanimidade aconselharam o chefe de estado a usar  de toda a sua magistratura de influência junto dos órgãos de estado com competências sobre a comissão eleitoral nacional para que esta estabeleça uma agenda de trabalhos no sentido de conseguir o mais rápido possível os recursos necessários para a realização das eleições”.

O responsável pela Comissão Eleitoral Nacional Victor Correia, também falou aos jornalistas para renovar as dificuldades que a instituição que lidera enfranta no momento.

Eleições autárquicas e regional adiadas sine die em São Tomé e Principe.

Recorde-se que a par de renovações técnicas serão precisos mais de 570 mil euros para a realização das eleições.

Foto Téla Nón

Brany Cunha Lisboa

Notícias que lhe podem interessar

1ª Casa do Benfica em STP nasce em 2014

Brany Lisboa

ADI reintroduz nova moção de censura contra o governo de Gabriel Costa

Brany Lisboa

Parlamento STP retoma trabalhos

Brany Lisboa

Jocy Barros avança para presidência da FSF

Brany Lisboa

Comentários

* Ao submeter os seus dados, concorda com os termos definidos na Política de Privacidade

Usamos "cookies" para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade. OK Mais informações