Mundo Saúde

Médicos de Moçambique em greve pelo terceiro dia consecutivo

A greve do setor da saúde de Moçambique entrou, esta quarta-feira, no terceiro dia.

O governo de Maputo diz que já não tem capacidade para fazer novos ajustamentos salariais, este ano. No caderno reivindicativo apresentado ao governo, a Associação Médica exige um aumento salarial de 100% e equiparação à restante Administração Pública.

António Tchamo, porta-voz do ministério da Função Pública, garantiu à RDP África que a reivindicação salarial da classe médica será satisfeita gradualmente e em conformidade com o plano partilhado com a Associação Médica de Moçambique.

Reagindo à posição assumida pelo governo, o porta-voz da associação – Paulo Samo Gudo, lembrou que o executivo tem de cumprir o que assinou no início deste ano.

Para esta quarta-feira estava prevista uma manifestação, mas ao chegar ao local da concentração, Samo Gudo constatou que a polícia tinha montado um dispositivo para impedir o acesso de pessoas ao local.

RDPáfrica

Notícias que lhe podem interessar

Luta contra o racismo!

Brany Lisboa

Mulheres deviam liderar o Mundo

Brany Lisboa

VIDA DE ANSELMO RALPH NO CINEMA

Brany Lisboa

Je suis Charlie

Brany Lisboa

Comentários

* Ao submeter os seus dados, concorda com os termos definidos na Política de Privacidade

Usamos "cookies" para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade. OK Mais informações