País Política

Governo de São Tomé e Príncipe retoma assessoria técnica da angolana Sonangol

O governo de São Tomé e Príncipe vai retomar a assessoria técnica da petrolífera angolana Sonangol para negociar com as empresas interessadas nos blocos petrolíferos na zona económica exclusiva do arquipélago, disse o primeiro-ministro, Gabriel Costa.

“No início desta actividade de prospecção e delimitação de fronteiras, valemo-nos da experiência angolana, nomeadamente da Sonangol, para a celebração de contratos com algumas empresas”, disse o chefe do governo são-tomense, citado pela agência noticiosa portuguesa Lusa.

Salientando desconhecer o que motivou a cessação da colaboração, o primeiro-ministro garantiu ir retomá-la, “na medida em que a Sonangol tem uma experiência adquirida e comprovada neste domínio que ser-nos-á absolutamente de grande utilidade.”.

Gabriel Costa recordou que a receita resultante da produção do cacau, principal produto de exportação do país, “não cobre nem de perto nem de longe” as necessidades do país em termos cambiais para as necessidades de consumo nacionais.

Dirigindo-se a 20 empresários angolanos que segunda-feira concluíam uma visita de três dias ao arquipélago, o primeiro-ministro disse ser necessário inverter essa situação e acrescentou ser sua opinião que o envolvimento do sector privado angolano no desenvolvimento económico de São Tomé e Príncipe “é fundamental.” (macauhub)

Notícias que lhe podem interessar

(1-1) na estreia de Luís Leal

Brany Lisboa

Presidenciais sufoca às comemorações da independência em STP

Brany Lisboa

III EDIÇÃO DA FEIRA DO LIVRO DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE EM PORTUGAL [6 E 7 JUL 2013]

Brany Lisboa

Aurélio Martins pede cautela aos veteranos do MLSTP/PSD

Brany Lisboa

Comentários

* Ao submeter os seus dados, concorda com os termos definidos na Política de Privacidade

Usamos "cookies" para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade. OK Mais informações