País Política

Parlamento são-tomense debate hoje moção de censura contra o governo

A moção intentada pelo ADI na oposição, tem como base de discussão o caso do arroz importado dos Camarões, a violação dos direitos, garantias e liberdade dos cidadãos e a corrupção. O primeiro-ministro Gabriel Costa já disse que está pronto para o debate.
O governo são-tomense vai ser posto a prova pelos deputados. O ADI aposta no documento de moção de censura para biliscar a estrutura da coligação governativa.
Para o comentador político da RDP África Abílio Neto que leu o documento, “este está muito bem fundamentado, sobretudo quando comparado com o documento de moção de censura que derrubou o governo de Patrice Trovoada”.
Tendo em conta que uma moção de censura pode ter dois sentidos destintos mas objetivos, que são de fazer cair o executivo ou de o fortalecer aos olhos da menoria parlamentar e do povo, Abílio Neto acredita que Gabriel Costa só tem duas saídas.
“Gabriel Costa pode ser um verdadeiro estadísta e enfrentar as perguntas da oposição ou pode ser um político menor que prima por ataques e discussões de pouca relevância para os são-tomenses como o tem sido até então”, concluiu.
Estão assim abertas as hostilidades entre o governo e a oposição política em São Tomé e Príncipe.

Brany Cunha Lisboa

Notícias que lhe podem interessar

Parlamento STP retoma trabalhos

Brany Lisboa

Mundo precisa ficar atento à pirataria no Golfo da Guiné, afirma São Tomé e Príncipe

Brany Lisboa

Falsa Orca dá costa em São Tomé e Príncipe

Brany Lisboa

STP goleado na estreia oficial de Gimboa

Brany Lisboa

1 comentário

Comentários

* Ao submeter os seus dados, concorda com os termos definidos na Política de Privacidade

Usamos "cookies" para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade. OK Mais informações