Economia País

Exportação de cacau proporciona receita de 5,5 milhões de dólares a São Tomé e Príncipe em 2013

São Tomé e Príncipe obteve uma receita de 99,8 mil milhões de dobras (5,5 milhões de dólares) em 2013 com a venda de cacau que representou 92,4% das exportações de produtos agrícolas, informou segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística do arquipélago.

O INE adiantou que em termos de valores nominais em dobras (a moeda são-tomense) registou-se uma variação homóloga positiva de 8,5% devido à “melhoria do preço cacau” no mercado internacional.

Em termos de quantidade observou-se uma variação positiva de 17,4% com a exportação do cacau a subir de 2229,5 toneladas em 2012 para 2617,1 toneladas em 2013.

Os restantes 7,6% na lista de produtos agrícolas exportados foram preenchidos com coco, óleo de coco, copra e café.

Na lista das empresas exportadoras destacam-se a Cooperativa Exportação de Cacau Biológico (Cecab), a Sociedade Agro-Comercial (Agricon) e a Comércio Gestão e Investimento (CGI).

A nível dos principais importadores, realce para Portugal, Holanda e Bélgica.

Apesar de actividades de prospecção petrolífera, o cacau continua a ser a base da economia de São Tomé e Príncipe que depende mais de 80% das ajudas externas.

(macauhub)

Notícias que lhe podem interessar

Ciclista angolano Igor Silva vence “Volta do Cacau” em São Tomé e Príncipe

Brany Lisboa

UDRA sofre mas vence o Aliança Nacional de Pantufo 4-2

Brany Lisboa

São Tomé e Príncipe caí nos índices de boa governação Africana 2014

Brany Lisboa

“O estado atual da nossa justiça é de longe o sonhado pelo povo”-André Aragão

Brany Lisboa

Comentários

* Ao submeter os seus dados, concorda com os termos definidos na Política de Privacidade

Usamos "cookies" para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade. OK Mais informações