País Política

Pinto da Costa começou auscultação para as eleições

Esta quarta-feira deverão ser ouvidos o ADI na oposição e o MLSTP/PSD líder da coligação governamental.

Na segunda-feira já havia sido auscultados o primeiro-ministro Gabriel Costa e o Presidente da Assembleia Nacional  Alcino Pinto, que concordaram com a realização das eleições legislativas, autárquicas e regional o mais breve possível.

A saída do palácio do povo o chefe do governo afirmou primeiro que as eleições devem ser “o mais rápido possível” e depois confidenciou que o governo já está em busca do financiamento necessário para os três escrutínios.

“A nível interno não temos a capacidade para financiar todo o processo eleitoral,  isto levou-nos a incitar uma série de contatos no sentido de podermos obter dos parceiros bilaterais e multilaterais o necessário apoio para a realização das eleições”, garantiu o primeiro-ministro.

O líder parlamentar por sua vez, corroborou a intenção da realização das eleições tão breve quanto possível mas, aproveitou para clarificar o que constitucionalmente está previsto no que toca a data para a realização das eleições.

“As eleições devem-se realizar entre os meses de setembro e outubro do ano em que termina o mandato da Assembleia Nacional, mais concretamente a lei diz que devem ser entre os dias 22 de setembro e 14 de outubro”, explicou Alcino Pinto.

Clarificada que está a questão das datas e tendo em conta que a CEN, Comissão Eleitoral Nacional já veio dizer que as condições técnicas estão criadas para a concretização dos pleitos, a última palavra é a do Presidente da República Pinto da Costa. Mas antes mesmo de se dignar a proferi-las, deverá também ouvir os restantes partidos do poder e os pequenos partidos sem assento no parlamento.

Brany Cunha Lisboa

 

Notícias que lhe podem interessar

Londres acolhe a II gala telaventos, festa da diáspora são-tomense

Brany Lisboa

Telemedicina entre STP e Portugal com nova plataforma

Brany Lisboa

Nasce a primeira frota de táxis privada em STP

Brany Lisboa

Marinha portuguesa apoia STP no combate à pirataria no Golfo da Guiné

Brany Lisboa

Comentários

* Ao submeter os seus dados, concorda com os termos definidos na Política de Privacidade

Usamos "cookies" para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade. OK Mais informações