Mundo Notícias

Secretário de Justiça dos EUA acusa Trump de dificultar seu trabalho

O secretário de Justiça dos Estados Unidos, William Barr, deve testemunhar diante do Congresso sobre o caso de Roger Stone, ex-assessor de Donald Trump Alex Wong/Getty Images/AFP

O secretário de Justiça dos Estados UnidosWilliam Barr, acusou nesta quinta-feira, 13, Donald Trump de dificultar seu desempenho à frente do Departamento de Justiça, dizendo que os tuítes do presidente americano estavam tornando “impossível” o seu trabalho.

“Tenho problema com alguns dos tuítes”, disse Barr em entrevista à emissora ABC News, acrescentando: “Não consigo fazer o meu trabalho aqui no Departamento com constantes comentários que me enfraquecem”. “Acredito que seja a hora de deixar de tuitar sobre casos do Departamento de Justiça”, finalizou.

No próximo mês, Barr deve testemunhar diante do Congresso sobre a decisão, supostamente sob pressão de Trump, de rejeitar o que foi resolvido por seus próprios promotores e buscar uma sentença de prisão mais leve para o veterano consultor político republicano Roger Stone, que foi condenado por mentir em depoimento ao Congresso e manipular testemunhas.

Quatro promotores do departamento pediram demissão na última terça-feira em aparente protesto por interferência política. Trump nega que seus tuítes sobre o caso Stone, nos quais critica a sentença original de 87 a 108 meses de prisão dada a Stone e elogia Barr depois que a sentença foi reduzida pela metade, pressuponham interferência política.

Artigo publicado pelo Veja online

Notícias que lhe podem interessar

CPLP quer aprofundar debate sobre segurança na internet

Brany Lisboa

Vulcão na Ilha do Fogo, em Cabo Verde, entrou em erupção

Brany Lisboa

Diálogo Nacional veio para ficar-Pinto da Costa

Brany Lisboa

Morreu ex-presidente da transição guineense Henrique Rosa

Brany Lisboa

Comentários

* Ao submeter os seus dados, concorda com os termos definidos na Política de Privacidade

Usamos "cookies" para melhorar a nossa oferta. Mais informações na nossa política de privacidade. OK Mais informações